Pessoa com Deficiência

O Secretário

Marco Antonio Pellegrini é o atual Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério dos Direitos Humanos, órgão responsável pela articulação e coordenação das políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência no Brasil.

Aos 27 anos de idade teve uma lesão medular, devido a uma agressão por arma de fogo em um assalto, tornando-se tetraplégico. Na ocasião, era pai do Pedro, de um ano, e aguardava o nascimento do Victor. Desenvolvia atividades na área de projetos do Metrô de São Paulo e optou por continuar trabalhando, tendo sido o primeiro caso de recolocação pela metodologia do Emprego Apoiado em âmbito nacional. Passou a contribuir ativamente com o Departamento de Recursos Humanos da empresa, no processo de inclusão dos trabalhadores com deficiência, bem como na acessibilização do Sistema Metroviário.

Paulista, formado em Matemática e Pós-Graduado em Tecnologia Assistiva, fundou e presidiu o Centro de Vida Independente Aracci Nallim – CVI-AN. Na Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) do Governo do Estado de São Paulo desde a sua criação, em março de 2008, ocupou os cargos de Coordenador de Acessibilidade e Secretário Adjunto.

Implantou importantes programas na SEDPcD como: o Praia Acessível; Caravana da Inclusão; Biblioteca de São Paulo no Parque da Juventude, com recursos de total acessibilidade ao conteúdo; e, Desenvolvimento de Tecnologias Assistivas. Atuou ativamente no Congresso Nacional na aprovação da Convenção da Organização das Nações Unidas para os Direitos das Pessoas com Deficiência, na defesa da Lei de Cotas no Trabalho, entre outros temas. Participou de inúmeras reuniões dos Estados – Partes da Convenção da ONU em sua sede, de Nova York.

Entre os reconhecimentos por seu trabalho e militância, recebeu homenagens na 20ª Edição da “Medalhas Força da Raça 100 anos da Revolta da Chibata", concedido pela Instituição Força da Raça Campinas (nov/2010), e também na Sessão Solene da Câmara Municipal de São Paulo pelo Dia da Consciência Negra, “pela liderança exercida na comunidade e o trabalho contra a discriminação étnica”(Nov/2012). Recebeu ainda o Prêmio Luiz Gama, concedido pelo Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra do Estado de São Paulo, nas comemorações dos 30 anos de atuação do Conselho.

Compartilhar

Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone