Você esta aqui Página Inicial Notícias 2017 Maio MDH entrega kits a Conselhos Tutelares da Bahia

2017

Maio

MDH entrega kits a Conselhos Tutelares da Bahia

15/05/2017

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, participou da solenidade de entrega de kits a Conselhos Tutelares da Bahia neste sábado (13/04), no município baiano de Feira de Santana. Realizado junto à cerimônia do Dia ''D'' de vacinação contra a gripe, o evento teve a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e do ministro chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, além da participação de prefeitos e parlamentares.

Agradeço a todos os envolvidos que possibilitaram mais esta entrega. Reforço que não fazemos nada sozinhos. A eficácia das políticas públicas é alcançada por meio da união do Poder Público em todos os âmbitos, com a participação ativa da sociedade”, disse a titular do Ministério dos Direitos Humanos (MDH).

Cada kit é composto por um carro zero-quilômetro, cinco computadores, um refrigerador, um bebedouro e uma impressora multifuncional a serem utilizados no trabalho com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Na ocasião, foram contemplados os municípios de Canudos, Cipó, Coronel João Sá, Crisópolis, Euclides da Cunha, Heliópolis, Itambé, Jeremoabo, Mansidão, Monte Santo, Urandi, Aurelino Leal, Catu, Ipiaú, Itabuna, Maiquinique, Maraú, Mascote, Ubaitaba e Ubatã.

Aproveito para pedir a todos vocês que, no formular de políticas públicas, tenham atenção especial com as crianças e adolescentes negros, pois precisamos atender os nossos pequenos sem esquecer das especificidades raciais e de gênero”, complementou a ministra.

Dia “D” de vacinação contra a gripe

Postos de vacinação de todo o país estiveram abertos neste sábado (13) para o Dia “D” de mobilização contra a gripe. Até o dia 26 de maio deverão ser vacinadas, em todo o Brasil, 54,2 milhões de pessoas que integram o público-alvo. O grupo é composto por crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores que são a novidade deste ano.

O dia de mobilização é uma parceria do Ministério da Saúde com as secretarias estaduais e municipais de saúde e tem como objetivo reforçar a importância da vacinação, destes grupos prioritários, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A campanha conta com uma estrutura formada por cerca de 36 mil salas de vacinação e com a participação de aproximadamente 240 mil pessoas. Além disso, serão utilizados mais de 27 mil veículos terrestres, marítimos e fluviais, que possibilitarão a vacinação em populações que vivem em áreas de difícil acesso, como as ribeirinhas e os povos indígenas.

Hoje, o Brasil é o país que mais oferta vacina de influenza. Estamos adquirindo 60 milhões de doses para vacinar 54,2 milhões de brasileiros. A vacina está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) de forma gratuita”, ressaltou o ministro Ricardo Barros. Ele lembrou que ela é totalmente segura e pode evitar as complicações geradas pelos principais subtipos de influenza que circulam atualmente.

A meta, neste ano, é vacinar 90% do público até o dia 26 de maio, quando termina a campanha. A vacina protege contra os três subtipos do vírus recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

O Ministério da Saúde informa que a vacina demora, pelo menos, 15 dias para fazer efeito, por isso a importância de se vacinar o quanto antes para não ter contato com o vírus.

Com informações da Agência Saúde

Compartilhar

Desenvolvido com o CMS de código aberto Plone